Cabeçalho 2

domingo, 12 de janeiro de 2014

Matrix Revolutions

Matrix Revolutions é o terceiro filme da franquia Matrix, é o último filme, se você não viu os textos do primeiro e segundo filme eles estão aqui: Matrix e Matrix Reloaded.


Logo no começo do filme vemos o corpo de Neo e Smith que possui o corpo de Bane, eles estão virados como que como opostos, desde o segundo filme isso sempre é apresentando de uma forma ou de outra.

Um se torna Yin e outro Yang, um expande e outro contrai, até que se chega a um ponto onde na Matrix só existe o Neo e o Smith.

Neo está em outra dimensão diferente da Matrix, ao que parece ser uma espécie de Purgatório, isso reforça, uma ideia de Merovíngio seria baseado no deus Ades da mitologia grega, dai também Perséfone, podemos ver também que que ele tem uma boate chamada de "Clube do Inferno", o botão do elevador da qual Seraph, Morpheus e Trinity entram para descer ao clube está escrito "Hel", como falta um pedaço do botão que está quebrado supõe-se que estivesse escrito "Hell". Guarda-freios lembra o Caronte, também da mitologia grega, que é um dos empregos de Merovíngio.

Lá ele encontra 3 programas: Sati, Rama Kandra e Kamala.

Sati: É uma palavra hindu para um costume onde a viúva devia se jogar na pira funerária do marido para acompanhar ele no além, talvez o nome tenha a ver com o sacrifício que seus pais fazem para levá-la para a Matrix.

Rama Kandra: Pai de Sati, ele mostra que programas também podem ter sentimentos, e mostra que sentimentos não são tão complicados de se entender assim, Rama na mitologia Hindu é um dos avatares de Vishnu.

Kamala: Mãe de Sati, é o nome da deusa Hindu da criação e da consciência, é uma das faces da deusa Lakshmi.

Algo interessante que acontece quando Neo está preso na dimensão do guarda-freios é que ele diz:
"Muito bem, você veio para cá, agora trate de sair." e no exato momento por uma sincronicidade enorme Trinity e os outros aparecem para buscar ele, magia também é isso, causar sincronicidades.

Quando Neo fica cego, ele pode ver tudo como código, sem os olhos ele podia ver a forma de energia também fora da Matrix, sem véu da carne pode ver como as coisas realmente são.


A luta de Neo e Smith é a melhor parte, nesse ponto, toda Matrix é controlada por Smith e seus múltiplos, apesar disso, apenas um deles vai lutar, pois ele já sabe o que vai acontecer.
A luta é longa e quando Neo é transformado em outro múltiplo de Smith, todos os outros estouram, isso se dá pois Neo estava ligado a fonte e fez com que Smith também se ligasse, o efeito parece de quando Neo entra no corpo de Smith no primeiro filme.

Após Neo vencer a baralha, ele é levado por uma das máquinas aparentemente uma das máquinas que cuidam das pessoas que servem de energia, isso confirma quando o Oráculo diz que sente que ele logo vai voltar. O princípio dos avatares do hinduísmo, que vem e voltam para a terra.

6 comentários :

  1. você poderia fazer um post falando sobre i-doser, talvez fuja um pouco do tema do blog mas seria interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ver o que consigo, mas não prometo nada.

      Abs

      Excluir
  2. Cara, eu entendi de outra forma o final, e acredito que quem é programador tenha entendido da mesma forma.
    O programa Smith recusou-se a retornar a fonte quando sua missão falhou, "copiando" em partes o programa "defeituoso" Neo, isso explica o porque ele tem os poderes parecidos. Porém, ele se torna um vírus de computador.
    Uma das funções de um vírus é se replicar. Por isso ele se copia dentro de toda a Matrix. Porém, ao se replicar de maneira desordenada, ele chama a atenção do Criador. Nesse ponto ele já está fora de controle, e nem mesmo o Criador consegue pará-lo.
    Aí entra o Neo, e se conecta na Matrix pelo portal do Criador. Ao final da luta, o Neo "deixa" o Smith se copiar nele mesmo - ao fazer isso, ele expõe seu código-fonte, que é necessário para programas "anti-vírus" o pegarem. Quando o Criador tem conhecimento de seu código-fonte, consegue fabricar "vacinas" contra ele, e isso explica como após ele se replicar no Neo todos os Smiths começam a explodir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta correto também, a ideia de programação e computadores é a base do filme e então faz todo sentido mesmo.

      Mas o filme também tem a pegada espiritual, os próprios criadores dos filmes dizem isso em entrevistas.

      Abs

      Excluir
  3. Logo no inicio do filme quando estão passando os códigos aparece um compasso (fazendo alusão a maçonaria) e um símbolo estranho que ao virar de cabeça para baixo toma forma de uma cabeça de bode. E algo muito sutil e rápido que só fui capaz de ver por pausar o filme! poderia explicar mais sobre a ligação de tais símbolos.

    Grato!

    PP

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por fazer seu comentário!
Saiba que todos os comentários são responsabilidade e opinião dos seus autores e não do site.
Por favor evite ao máximo colocar links de outros sites a não ser que seja necessário, também não faça propagandas do seu site ou blog aqui.