Cabeçalho 2

domingo, 9 de abril de 2017

Caso Bruno Borges - "Alquimista" do Acre

Devido ao caso do rapaz que após desaparecer teve um vídeo "vazado" mostrando seu quarto onde apareceram as paredes todas cheias de escritas estranhas, símbolos e uma estátua grande, muita gente acabou caindo de paraquedas no blog por causa do artigo sobre o anime Fullmetal Alchemist.

Eu pessoalmente achei bem misterioso o caso, mas por causa do sumiço do rapaz e devido a situação difícil da família eu preferi não fazer nenhum texto para não contribuir com o sensacionalismo. Mas eu fui conversando com algumas pessoas e logo algumas ideias e teorias foram surgindo. Conforme as entrevistas, reparei que a família tinha mais interesse em chamar a atenção do rapaz para que voltasse do que outra coisa e que no meio de tanta publicidade pro rapaz voltar, não faria mal eu escrever um texto.

Estátua Giordano Bruno


O que eu esperava que fosse uma oportunidade pro povão difamar quem estuda ocultismo e afins, e um prato cheio para evangélicos e católicos que chamam tudo que eles não entendem ou pensam ser satanismo de "Ocultismo", acabou tomando um caminho que a maioria jamais ia acreditar, partindo do próprio site G1 do Acre que acabou promovendo o rapaz que fugiu de casa como uma pessoa super dotada devido a criptografia dos livros que o mesmo deixou, que segundo o pai teve 4 anos para escrever, e no último ano, nas palavras da mãe: "Ele me pediu um ano sem trabalhar para terminar e eu, orientada por um médico, deixei."

Não existe nada de misterioso na criptografia, a única dificuldade é que poucas coisas estão públicas e quando aparecem estão em má qualidade, não é nada que precisaria do Robert Langdon para ser resolvido, o problema ia ser mesmo é se por exemplo, ele usasse um símbolo apenas para CH, outro símbolo apenas para SS, dois símbolos para letra A, a coisa toda fosse escrita sem espaço e tivesse que ser lido da direita para esquerda.

Sobre alguns dos símbolos no quarto, mais especificamente os em volta e sob a estátua, existem duas teorias e uma certeza:

A primeira teoria é que ele usou os símbolos da "maneira dele". Quando você escreve Alquimia no Google Imagens uma das primeiras imagens é a do Círculo de Transmutação Humana do Anime Fullmetal Alchemist, e diversas versões do símbolo aparecem enquanto você vai descendo a página, na verdade ele é o símbolo que mais aparece. Eu sei que o algoritmo do Google muda constantemente, mas eu me recordo de já ter procurado imagens com esse termo e vi a mesma imagem repetidas vezes. Logo um leigo, alguém que não perdeu uma hora pesquisando sobre alquimia, vai pensar que aquele símbolo representa a Alquimia e por isso colocou lá, talvez pra ele, signifique "alquimia" ou algo assim. Teve gente falando que o símbolo é uma variação de símbolos encontrados no Ars Memoriae do Giordano Bruno, porém, é só forçação de barra, não tem nada parecido lá, então basicamente ele deve ter pego o símbolo no Google pois achou que era uma imagem que sintetizava a alquimia ou algo assim, ou até mesmo por ser mais simples de desenhar. Não adianta falar que ele "bebeu da mesma fonte" da autora do mangá, não tem nada disso, ele copiou do Google Imagens mesmo, e esse símbolo é exclusivo do anime, qualquer um que estuda um pouco do assunto não vai usar anime como referência.


Uma entrevista explica os símbolos do Reiki, falando que sua mãe era iniciada no método de cura energética e ele também, ainda assim é estranho utilizar os símbolos dessa forma, ainda mais em volta da estátua.


A segunda teoria é mais simples, ele apenas pesquisou símbolos na internet e simplesmente deixou lá para impressionar quem entrasse, especialmente seus pais, pois fica claro que a não aceitação deles foi o que gerou todos esses eventos.

E a única certeza é que ele não possui conhecimento profundo desses símbolos e provavelmente nem de simbologia, o que não tira o direito dele de colocar o que ele quiser no quarto, já que um símbolo pode ter um significado pessoal para ele e assim ele montou as coisas da forma dele, logo ele pode ter atribuído em valor ao símbolo e colocado os símbolos do Reiki para energizar o círculo.

Sobre os símbolos na parede, a maioria das formas geométricas desenhadas servem para dar sustento ao que ele escreve, da mesma forma que usamos diagramas, esses desenhos são feitos para explicar as teorias. Embora encontremos uns e outros símbolos aparentemente fora de contexto que são apenas desenhos geométricos que o povo new age atribuí significados esquisitos, tipo o "Cubo de Metraton", que de certo ele viu um significado que batia com algo que ele gostou ou atribuiu um significado e colou na parede.



O que sustenta as coisas que foram ditas até agora são as próprias traduções, que ao menos até agora, não apresentam nada que remeta aos símbolos, alquimia, ocultismo, cabala e nem hermetismo, ao menos por hora! O que foi traduzido até agora tem cunho filosófico e só.
Atualização: O primeiro livro já foi lançado e não fala nada sobre os assuntos comentados.

Mas será que Bruno Borges é mesmo reencarnação do Giordano Bruno, se ele é e sabe que tem que concluir sua obra, ele deveria ter as habilidades da sua vida passada não é?

Vamos comparar?
  • Giordano Bruno era conhecido por sua memória, decorava livros inteiros com grande facilidade, Bruno Borges não, se ele tivesse essa capacidade a família já teria dito e quem sabe ele por segurança teria todos os livros na sua mente, não precisando codificar os mesmos.
  • Giordano Bruno possuía conhecimento de ocultismo, magia, hermetismo, astronomia e alquimia, Bruno Borges não.
  • Giordano Bruno sabia ler no mínimo hebraico e latim, Bruno Borges não.
  • Giordano Bruno estudava filosofia desde seus 15 aproximadamente, os pais de Bruno Borges deixaram claro numa das diversas entrevistas que ele só se interessou por filosofia faz 3 anos.
E claro, para os desavisados de plantão, sua vida passada não define sua aparência! O que define é um negócio chamado genética!
E cuidado com as "coincidências" das datas, algumas pessoas andaram vandalizando a página da Wikipédia do Giordano Bruno mudando a data de nascimento, data de morte, idade de morte e quantidade de obras, tudo pra se encaixar com a vida do Bruno Borges e o pessoal é claro caiu que nem pato.

O objetivo do texto não é desmerecer o Bruno Borges, afinal tudo que foi comentado aqui é resposta aos boatos, e acredito que os livros dele vão falar por si só e desmentir boa parte dos boatos que estão sendo lançados por aí.

O texto será atualizado conforme novas imagens forem disponibilizadas.