Cabeçalho 2

sábado, 12 de agosto de 2017

Assim na Terra Como no Inferno

As Above, So Below é um filme mockumentary de 2014, veio para o Brasil com o título "Assim na terra como no inferno". O filme em forma de documentário têm como protagonistas a pesquisadora Scarlett Marlowe que busca a lendária Pedra Filosofal, o objetivo principal da alquimia medieval, uma pedra que transformaria metais em ouro, teria poderosas propriedades curativas e também seria um elixir da vida eterna. Após seguir várias pistas ela descobre que a está nas Catacumbas de Paris.

As Above, So Below





















Abaixo vou indicar algumas referências que encontrei, então cuidado com Spoilers!

A ideia de traduzir o título do filme As Above, so Below para "Assim na terra como no inferno" foi péssima, o nome em inglês faz uma alusão ao princípio hermético da correspondência: "O que está em cima é como o que está embaixo."

Scarlett, o nome da protagonista não é nada mais do que a palavra Escarlate, que significa "vermelho vivo", uma clara alusão a pedra filosofal.

A Pedra Filosofal como foi dito é o objetivo fundamental da alquimia, as lendas dizem que Nicolas Flamel, ou Nicolau Flamel foi quem conseguiu criar a mesma, ele viveu entre 1330 e 1418 na França, inclusive existe uma rua em sua homenagem, porém, é difícil saber onde termina o mito e começa a realidade. Pelos livros atribuídos ao mesmo surgirem centenas de anos após suas morte, muitos dizem que o mesmo nunca praticou realmente alquimia, que os livros se tratam apenas de traduções de outros livros que foram creditados a ele. Flamel era rico principalmente devido a um casamento com uma mulher duas vezes viúva de muitas posses e o trabalho como escrivão e livreiro juramentado, suas doações para a igreja e caridade fizeram que o mesmo fosse lembrado por muito tempo, até começarem a surgir livros supostamente escritos pelo mesmo.

As catacumbas de Paris são um um complexo de túneis, resultado a exploração calcário. Quando ocorreu uma superlotação de cemitérios e os restos mortais em excesso estavam causando doenças, várias medidas foram tomadas, uma delas foi transportar alguma ossadas para os túneis.
Nada indica que existam tesouros ou alguma coisa relacionada com os templários a não ser livros de ficção.
                                                                                                                                                                   
O escaravelho entalhado surge no momento que eles encontram um local sem saída, na realidade é uma das piores partes do filme, pois a correlação de "escaravelho" com "armadilha" não possui sentido algum. O escaravelho era um símbolo muito presente na cultura egípcia, o deus egípcio Khepri, é representado com a cabeça de um escaravelho.

Escaravelho

Após deduzirem que existe um enigma e pegarem a pista na anotação do livro, é comentado sobre os 7 planetas astrológicos: Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno.
Apesar de ser um filme sobre alquimia, e a protagonista ser especialista no assunto, não é feita nenhuma observação sobre os 7 planetas terem uma correspondência com os 7 metais da alquimia.

Ouro = Sol
Prata = Lua
Mercúrio = Mercúrio
Cobre = Vênus
Ferro = Marte
Estranho = Júpiter
Chumbo = Saturno

Os 7 Planetas

A gravura do homem e seu reflexo é conhecida por aparecer nos livros do ocultista Éliphas Lévi, como é explicado no filme é um símbolo para representar o microcosmo e o macrocosmo. É chamada de selo de Salomão e exemplifica de maneira perfeita o princípio hermético da correspondência.

Está escrito em Latim:
QVOD SVPERIVS - MACROPROSOPVS  (Superior Macrocosmo)
QVOD INFERIVS -  MICROPROSOPVS   (Inferior Microcosmo)



V.I.T.R.I.O.L é a abreviação da frase em latim:
Visita Interiorem Terrae, Rectificando, Invenies Occultum Lapidem.
Visita o Centro da Terra, Retificando-te, encontrarás a Pedra Oculta.


Para alguns essa frase é um enigma referente a criação da pedra. É uma frase encontrada nos livros de alquimia e nos rituais de algumas ordens iniciáticas, para alguns isso mostra que a pedra filosofal não é um objeto, mas sim a ideia de busca constante de aprimoramento interno, por meio disso o homem que é "Chumbo" se transformaria em "Ouro", mostrando que a parte da alquimia que busca a pedra filosofal seria algo espiritual. E é o que Scarlett faz, a retificação não seria só devolver a pedra, mas sim se retificar consigo mesma por se culpar pelo suicídio do pai, após isso ser feito ela consegue realmente ter o poder da Pedra Filosofal.

A inscrição "Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" está entalhada em um arco que é a entrada do inferno no livro a Divina Comédia e não é presente em nenhuma mitologia como diz Scarlett.


Infelizmente existem algumas inconsistências históricas como a criação dos túneis que eram minas de exploração de calcário que era usado para a criação dos edifícios de Paris não bate com a época do nascimento de Nicolas Flamel, que nasceu quando os Templários já estavam próximos de serem extintos, embora isso possa ser flexibilizado sem problemas dentro de um contexto mais conspiratório.
O filme também deixa de aproveitar a rica simbologia da alquimia, algumas vezes preferindo colocar gravuras egípcias sem contexto ou base, além de pecar em não aproveitar em quase nada a referência da frase na entrada do inferno escrita em a Divina Comédia, pois poderia assim, fazer os túneis mais semelhantes aos círculos infernais descritos no livro.

sábado, 15 de julho de 2017

Ekeko

Pouco conhecido, Ekeko é uma divindade da prosperidade e abundância que surgiu na época pré-colombiana, seu nome vem de variações de Equeco, Ekhako ou Eqaqo.

Ekeko é um autêntico deus da sorte e prosperidade, muito popular na Bolívia e em alguns países próximos como Argentina, Chile e sul do Peru. Ekeko é representado como um homem quase normal com bigode, suas pequenas estátuas são tidas como símbolos da sorte, nelas ele aparece com roupas típicas da região, como o poncho e carregando com eles várias sacos e cestas, dentro desses existem grãos, como o milho, símbolo da fartura.  Algumas variações apresentam o mesmo carregando outros objetos, como o violão, flauta e bens materiais. Também existem versões mais modernas onde Ekeko é representado vestido como um homem de negócios, usando terno e também cheio de objetos consigo.

Ekeko

Algumas imagens dele possuem a boca aberta, assim quem deseja sorte acende um cigarro e coloca na boca dele como oferenda. Também são ofertadas notas de dinheiro. Prosperidade, fertilidade, sorte, boa colheita, e coisas relacionadas são as bençãos que Ekeko trás.
É muito comum que pessoas do Bolívia tenham uma imagem pequena de Ekeko em suas casas e lhe ofertem dinheiro e cigarros, Ekeko não só atrai a sorte, como afasta coisas ruins. Se o cigarro for queimado inteiro é bom sinal, caso contrário, é sinal de algum infortúnio.

Ekeko tem um festival onde é cultuado, é o festival é chamado de Alasita e ocorre em La Paz, Bolívia todo ano em 24 de Janeiro, pessoas de muito longe vão lá para comprar miniaturas do Ekeko, junto do Ekeko colocam miniaturas de coisas que querem com o objetivo que todos os objetos e bençãos que ele carrega consigo se manifestem e materializem na vida delas.

Ekeko Fumando


Se acredita que Ekeko seria a transformação de uma divindade muito mais antiga, chamado de Tanupa esse que era conhecido como Ekhako também, se teoriza que ele era relacionado com prosperidade e fertilidade na época do império Inca, mas pouco se sabe sobre essa divindade, até se tentou no período da colonização converter a deidade ao cristianismo, fazendo um sincretismo forçado com São Bartolomeu ou São Tomás, e também surgiram contos com viés cristão, porém, a história não vingou e muito do que era verdadeiro se perdeu. Arqueólogos encontraram alguns ídolos de barro, basalto e até ouro, é entendido que Tanupa seria uma divindade relacionada antes de tudo com a fertilidade devido ao formato fálico dos ídolos que retratam ele.

La illa del Ekeko

Na imagem acima, um ídolo de Tanupa datado com 2 mil anos, com uma história muito interessante: Em 1858 o naturalista e explorador suíço Johann Jakob von Tschudi foi para Tiwanaku, lá avistou o ídolo e tentou comprar o mesmo dos moradores da região (ou quem escavou o mesmo em um sítio arqueológico segundo outras versões), porém, os mesmos ficaram ofendidos com a proposta, mas Johann tornou os donos da peça mais flexíveis na negociação usando uma garrafa de conhaque, inicialmente as negociações não foram para frente por causa do preço, mas quando estavam totalmente embriagados os donos do item fecharam o negócio, quando perceberam o que fizeram e tentaram desfazer o negócio e perseguiram Johann, mas estavam bêbados demais e não conseguiram alcançar o mesmo que estava com um cavalo, e ele levou o ídolo para a Suíça, após a morte de Johann, seu neto vendeu o ídolo para o museu de Berna.

Apenas em 2012 a embaixadora da Bolívia viu a peça no museu e conseguiu após muita negociação conseguiu que ela fosse devolvida em 2015, e quando retornou foi carregado pelas ruas de La Paz até chegar na festa de Alasitas, atualmente o item é chamado de "La illa del Ekeko", Illa seria uma palavra para ídolo mágico.

O jesuíta italiano Ludovico Bertonio (1552 - 1625) em seu livro que é como um dicionário do idioma aimará, "Vocabulario de la lengua aymara" faz uma citação sobre Ekeko, porém com um nome diferente Ecaco.

Tradução:

Ecaco/Thunnupa: Nome de alguém da qual os índios antigos contam muitas fábulas: E muitos ainda nesse tempo as têm como verdadeiras: E assim seria bom procurar desfazer essa superstição que possuem por embuste do Demônio.  

A igreja católica de muitas formas tentou acabar com o culto ao Ekeko, porém, sem sucesso, com o tempo para fugir da perseguição, a imagem de Ekeko foi se transformando aos poucos na imagem moderna de hoje e provavelmente vai existir por muito tempo.

domingo, 9 de abril de 2017

Caso Bruno Borges - O Menino do Acre

Devido ao caso do rapaz que após desaparecer teve um vídeo "vazado" mostrando seu quarto onde apareceram as paredes todas cheias de escritas estranhas, símbolos e uma estátua grande, muita gente acabou caindo de paraquedas no blog por causa do artigo sobre o anime Fullmetal Alchemist.

Eu pessoalmente achei bem misterioso o caso, mas por causa do sumiço do rapaz e devido a situação difícil da família eu preferi não fazer nenhum texto para não contribuir com o sensacionalismo. Mas eu fui conversando com algumas pessoas e logo algumas ideias e teorias foram surgindo. Conforme as entrevistas, reparei que a família tinha mais interesse em chamar a atenção do rapaz para que voltasse do que outra coisa e que no meio de tanta publicidade pro rapaz voltar, não faria mal eu escrever um texto.

Estátua Giordano Bruno


O que eu esperava que fosse uma oportunidade pro povão difamar quem estuda ocultismo e afins, e um prato cheio para evangélicos e católicos que chamam tudo que eles não entendem ou pensam ser satanismo de "Ocultismo", acabou tomando um caminho que a maioria jamais ia acreditar, partindo do próprio site G1 do Acre que acabou promovendo o rapaz que fugiu de casa como uma pessoa super dotada devido a criptografia dos livros que o mesmo deixou, que segundo o pai teve 4 anos para escrever, e no último ano, nas palavras da mãe: "Ele me pediu um ano sem trabalhar para terminar e eu, orientada por um médico, deixei."

Não existe nada de misterioso na criptografia, a única dificuldade é que poucas coisas estão públicas e quando aparecem estão em má qualidade, não é nada que precisaria do Robert Langdon para ser resolvido, o problema ia ser mesmo é se por exemplo, ele usasse um símbolo apenas para CH, outro símbolo apenas para SS, dois símbolos para letra A, a coisa toda fosse escrita sem espaço e tivesse que ser lido da direita para esquerda.

Sobre alguns dos símbolos no quarto, mais especificamente os em volta e sob a estátua, existem duas teorias e uma certeza:

A primeira teoria é que ele usou os símbolos da "maneira dele". Quando você escreve Alquimia no Google Imagens uma das primeiras imagens é a do Círculo de Transmutação Humana do Anime Fullmetal Alchemist, e diversas versões do símbolo aparecem enquanto você vai descendo a página, na verdade ele é o símbolo que mais aparece. Eu sei que o algoritmo do Google muda constantemente, mas eu me recordo de já ter procurado imagens com esse termo e vi a mesma imagem repetidas vezes. Logo um leigo, alguém que não perdeu uma hora pesquisando sobre alquimia, vai pensar que aquele símbolo representa a Alquimia e por isso colocou lá, talvez pra ele, signifique "alquimia" ou algo assim. Teve gente falando que o símbolo é uma variação de símbolos encontrados no Ars Memoriae do Giordano Bruno, porém, é só forçação de barra, não tem nada parecido lá, então basicamente ele deve ter pego o símbolo no Google pois achou que era uma imagem que sintetizava a alquimia ou algo assim, ou até mesmo por ser mais simples de desenhar. Não adianta falar que ele "bebeu da mesma fonte" da autora do mangá, não tem nada disso, ele copiou do Google Imagens mesmo, e esse símbolo é exclusivo do anime, qualquer um que estuda um pouco do assunto não vai usar anime como referência.


Uma entrevista explica os símbolos do Reiki, falando que sua mãe era iniciada no método de cura energética e ele também, ainda assim é estranho utilizar os símbolos dessa forma, ainda mais em volta da estátua.


A segunda teoria é mais simples, ele apenas pesquisou símbolos na internet e simplesmente deixou lá para impressionar quem entrasse, especialmente seus pais, pois fica claro que a não aceitação deles foi o que gerou todos esses eventos.

E a única certeza é que ele não possui conhecimento profundo desses símbolos e provavelmente nem de simbologia, o que não tira o direito dele de colocar o que ele quiser no quarto, já que um símbolo pode ter um significado pessoal para ele e assim ele montou as coisas da forma dele, logo ele pode ter atribuído em valor ao símbolo e colocado os símbolos do Reiki para energizar o círculo.

Sobre os símbolos na parede, a maioria das formas geométricas desenhadas servem para dar sustento ao que ele escreve, da mesma forma que usamos diagramas, esses desenhos são feitos para explicar as teorias. Embora encontremos uns e outros símbolos aparentemente fora de contexto que são apenas desenhos geométricos que o povo new age atribuí significados esquisitos, tipo o "Cubo de Metraton", que de certo ele viu um significado que batia com algo que ele gostou ou atribuiu um significado e colou na parede.



O que sustenta as coisas que foram ditas até agora são as próprias traduções, que ao menos até agora, não apresentam nada que remeta aos símbolos, alquimia, ocultismo, cabala e nem hermetismo, ao menos por hora! O que foi traduzido até agora tem cunho filosófico e só.
Atualização: O primeiro livro já foi lançado e não fala nada sobre os assuntos comentados.

Mas será que Bruno Borges é mesmo reencarnação do Giordano Bruno, se ele é e sabe que tem que concluir sua obra, ele deveria ter as habilidades da sua vida passada não é?

Vamos comparar?
  • Giordano Bruno era conhecido por sua memória, decorava livros inteiros com grande facilidade, Bruno Borges não, se ele tivesse essa capacidade a família já teria dito e quem sabe ele por segurança teria todos os livros na sua mente, não precisando codificar os mesmos.
  • Giordano Bruno possuía conhecimento de ocultismo, magia, hermetismo, astronomia e alquimia, Bruno Borges não.
  • Giordano Bruno sabia ler no mínimo hebraico e latim, Bruno Borges não.
  • Giordano Bruno estudava filosofia desde seus 15 anos aproximadamente, os pais de Bruno Borges deixaram claro em uma das diversas entrevistas que ele só se interessou por filosofia faz 3 anos.
E claro, para os desavisados de plantão, sua vida passada não define sua aparência! O que define é um negócio chamado genética!
E cuidado com as "coincidências" das datas, algumas pessoas andaram vandalizando a página da Wikipédia do Giordano Bruno mudando a data de nascimento, data de morte, idade de morte e quantidade de obras, tudo pra se encaixar com a vida do Bruno Borges e o pessoal é claro caiu que nem pato.

O objetivo do texto não é desmerecer o Bruno Borges, afinal tudo que foi comentado aqui é resposta aos boatos, e acredito que os livros dele vão falar por si só e desmentir boa parte dos boatos que estão sendo lançados por aí.

O texto será atualizado conforme novas imagens forem disponibilizadas.

sábado, 29 de outubro de 2016

Ritual para se Livrar de Espíritos Obsessores?

Se é fácil, você deve desconfiar, a realidade é que todo dia aparece no Youtube um novo ritual para se livrar de obsessores. Algumas plantas, sal grosso, uma oração bonitinha e você estará livre de qualquer influência negativa! Só que não...

Primeiramente, eu gostaria de passar uma definição interessante que vi essa semana, onde se faz a diferença entre o "obsessor" e o "encosto", o primeiro é algum tipo de espírito que te persegue por algum motivo, seja porquê ele acredita que você fez algo que o prejudicou, ou por você ter tido algum atrito com algum encarnado da qual ele tem algum apego ou simplesmente alguma coisa que ele pensa que você é o culpado, mesmo não tendo feito. Já o encosto é apenas um espírito que fica próximo de você por se sentir bem ao estar em contato com sua aura, seja por algum motivo de compatibilidade energética, ou algum vício que o mesmo sinta falta, ou uma conexão energética tão íntima que não existe algum motivo explícito, ele simplesmente se sente bem ao seu lado. Mesmo o obsessor tem alguma semelhança nem que seja mínima com a aura da sua vítima, mas a partir de agora, vou usar a palavra obsessor para ambos já que encosto não é uma palavra muito bonita.

Aparentemente, quando um espírito está envolto da aura da pessoa, ele fica mais imune aos fatores externos, por isso, nem sempre um ritual vai ajudar, muito menos um pego na internet que na maioria das vezes vai ser feito por alguém que nunca fez algo do tipo, esse tipo de ritual só vai ter efeito realmente, se ele causar uma mudança na pessoa.

Então a melhor forma de cortar esses tipos de elos, deve vir da parte da pessoa, mudar pensamentos hábitos e outras coisas, se o que liga ela e o espírito é mais profundo e íntimo, que não pode ser identificado, basta ela se focar em mudar a frequência mental dela com hábitos novas e mais direcionados, isso corta os laços mais grosseiros que existem entre a pessoa e o espírito.

A peculiaridade que encontramos muitas vezes é devido ao caso das pessoas serem mais propensas ao vampirismo energético que ocorre por causa de espíritos que vampirizam a pessoa em busca de sensações do corpo do encarnado, nesse caso, a pessoa acaba por sofrer influências por causa da energia mais densa que o organismo dela como médium gera, nesse caso um ritual não vai ajudar e sim um trabalho energético seja um que ela visualize suas energias densas se desprendendo e até mesmo fazendo um trabalho mais direto, por exemplo dando passes.

Esse texto procura ser vago, mas falar um detalhe que nem sempre é dito, o correto primeiramente é a pessoa procurar ajuda em algum local de confiança, mas a mudança de hábitos mentais e físicos é imprescindível, sem isso  o "problema" sempre volta ou persiste.

sábado, 22 de outubro de 2016

7 Tipos de Picaretas



Picareta da Macumba
O mais famoso e o que mais existe na internet é o Picareta Macumbeiro, geralmente essa criatura se dá um título dentro de alguma religião afro, porém, o mesmo geralmente não sabe as diferenças mais evidentes de Umbanda e Candomblé e mistura tudo. Um fato interessante sobre esses tipos é que geralmente no passado podem ter sido um crentes bitolados, que acabam usando a ideia errada que os pastores dizem das religiões afro para divulgar seu trabalho, a maioria se diz Pai de Santo, mas nem sabe o que é um terreiro. É esse tipo que traz má fama para essas religiões.

Picareta Vodu
A nova moda que cresce aos poucos é o picareta vodu, esse picareta não sabe nada do assunto, geralmente ele acha que tudo se resume a espertar bonecos de pano, se mostra poderoso e vende vinganças rápidas, geralmente é o tipo mais analfabeto, tão burro que é o que menos passa golpes. Ele se diz Rei do Vodu, mas nunca pisou ou teve contato com alguém do Haiti, o máximo de contato que teve com a religião foi com filmes de terror.

Picareta Mago
Pode se dividir em dois grupos, os dos inteligentes e os dos burros. Os inteligentes leem livros faz  anos e acabam por usar o que sabem para convencer os outros de que são grandes mestres e sábios, conforme vão juntando discípulos, os mesmos vão tentando vender produtos esotéricos e outras quinquilharias, geralmente o inteligente está preocupado com dinheiro, mas preza muito o status e de ser visto como mago. Já o burro nem sempre dura muito, passa alguns golpes, mas depois que fica sujo na praça acaba cansando e ou muda de nome ou apenas para, esse tipo geralmente mistura tudo que encontrar pela frente, é normal ele falar que trabalha com Goécia, Umbanda, Kimbanda e etc e tentam empurrar também quinquilharias que ele vende como mágicas.

Picareta de Templo ou Ordem
Picareta de Templo ou de Ordem cria um esquema interessante, ele cria uma ordem e como fundador, ele já começa no mais alto grau, cria uma história bonitinha sobre sua ordem recém criada, dizendo que ela é milenar no plano espiritual ou que veio de algum lugar tipo Atlântida, cria um site e sai em busca de incautos que vão ter que pagar mensalidades e iniciações, enquanto isso o venerável mestre picareta vai tentar viver do dinheiro alheio. Muitas vezes não existe nem templo nem nada do tipo, o picareta vai manter tudo em um site, gostando 40 reais com hospedagem e tentando tirar centenas de reais dos afiliados, vendendo apostilas de PDF que são recortes de sites na internet.

Picareta Cartomante/Oraculista
Alguém vai fazer uma consulta qualquer de tarô por míseros 100 reais, e acaba recebendo a notícia que sua vida esta amarrada, seu marido vai fugir com outra ou coisas do tipo, geralmente o picareta cartomante nem sabe ler tarô ou baralho, ele apenas usa isso como forma de pegar trouxas, beiram quase psicopatas, ameaçando as vítimas de coisas bizarras, picareta cartomante geralmente é a mistura de dois ou até mais picaretas já citados, depois da consulta vai querer vender alguma solução cara para o problema que não existe.

Picareta Médium
A maioria dos picaretas médiuns se apresentam como clarividentes e veem um monte de coisas doidas, também conversam com guias espirituais como conversam com pessoas encarnadas, a maioria faz o estilo bonzinho e se dizem kardecistas, mas na hora de ajudar, vão cobrar uma fortuna.
Alguns esquecem que são clarividentes e em vez de perguntar direito para os espíritos evoluídos que eles convivem, e precisam fazer leituras de tarot para tirar dúvidas dos clientes. Esse tipo já foi mais abundante antigamente, hoje estão em menor número.

Picareta Ascensionado
O Picareta Ascensionado é o tipo que usa ditos mestres ascensionados para tirar dinheiro das pessoas que se sentem atraídas por esse assunto, geralmente o picareta ascensionado vai fingir ser terapeuta holístico e vender coisas que não dar, como por exemplo, queima de karmas, desbloqueio de DNA, remoção de chakras e etc.  O picareta ascensionado também recebe recados semanais de Ashtar Sheran, geralmente esses recados avisam as pessoas para se prepararem para as mudanças que ele avisa desde 2012 que vão ocorrer na Terra.

domingo, 16 de outubro de 2016

Porquê sua Amarração Não Deu Certo?

Se os Umbandistas e Candomblecistas pudessem apagar um mito sobre sua religião, talvez fosse a da amarração. Em qualquer grande cidade ou até pequenas hoje em dia, podemos ver nos postes os cartazes de ofertas de amarração.


Se o traficante e o contrabandista soubessem o quanto se lucra com amarração, talvez virariam vendedores "desse produto", vender amarração não ocupa espaço, os clientes que te procuram, você só precisa de um Whatsapp e acesso à internet. Além disso, é muito difícil os casos em que quem vendeu amarração e extorquiu por meio disso é preso, pois as leis são ainda muito brandas.

Geralmente quem vende amarração já esta mal intencionado ou não tem estudo, o fato é bem simples, não é simples controlar a vontade de ninguém, e quando se oferenda algo para um espírito, mesmo poderoso, a tentativa dele controlar a pessoa a ponto de criar uma expectativa amorosa ia trazer todo tipo de problema psicológico e nem de perto ia chegar ao resultado. O picareta sabe disso, já que no dia-a-dia dele ele convive com clientes insatisfeitos.

Como hoje em dia tudo é mais leve, se inventaram amarrações que são descritas como magias que fortalecem as energias amorosas entre os casais e são feitas por entidades boas, mas claro que é apenas balela, a realidade é que se amarração funcionasse, o mundo que conhecemos hoje não seria o mesmo.

Mas voltando ao lado material da coisa, a amarração sempre é ligada com o estelionato, o vendedor geralmente não perde tempo, e vai tentar retirar dinheiro da pessoa de qualquer forma e o processo do golpe se dá de em diversos estágios.



Antes de tudo, o picareta estuda a vítima, quando a pessoa entra em contato com ela, o picareta geralmente tenta empurrar uma consulta, seja de búzios ou de cartas, coisa que a maioria nem sabe ler, lá ele vai dizer o que "vê", e claramente a resposta vai ser que existe alguma entidade no encalço do casal e que as separou, algumas raras vezes o picareta apreensivo não pega o caso, pois tem algum medo, geralmente quando o cliente deixa escapar que "foi vítima de pai fulano e que a delegacia não fez nada". Mas nessa brincadeira de consulta o charlatão já tira um pouco de dinheiro.
                                                                                                                               
Se não acabar nesse ponto e a vítima for inocente, ocorre a segunda fase, já com preços definidos, o picareta geralmente promete uma oferenda pesada, algumas vezes com a matança de animais, isso é claro, após o pagamento cair na conta dele.

Após o negócio feito podem ocorrer algumas coisas, ele sumir, ele mandar a foto do trabalho feito, algumas vezes do Google, outras até mesmo um monte de porcaria que ele comprou por 30 reais com foto do nome do cliente.
Se o picareta não sumir, logo o cliente vai procurar o mesmo reclamando que nada ocorreu, o picareta inicialmente pode pedir mais tempo usando múltiplos de 7, geralmente o mais clássico é o picareta falar que uma força maligna muito mais forte existe e ele vai precisar de mais grana pra um ritual mais caro e que se demorar muito, a coisa vai ficar bem pior, ou até na cara de pau, ele vai falar que você não teve fé.

Nesses casos o cliente pode ou ficar com medo e continuar sendo extorquido ou ele vai querer o dinheiro de volta, e mesmo que o picareta diga no anúncio que ele devolve o dinheiro se não tiver resultados, ele vai falar que o que foi pago ele gastou com materiais e tempo dele e não pode devolver esse dinheiro.

O que acontece geralmente é que quem foi feito de trouxa acaba cansando e desiste e raros são os que vão em uma delegacia fazer um simples boletim de ocorrência, que nunca dá em nada.

Ajudas espirituais não envolvem dinheiro e nada que tenha a ver com mudar o livre arbítrio de uma pessoa tem a ver com a espiritualidade. A amarração não funciona pelo simples fato de que até a influência espiritual tem certo limite, se um espírito tivesse o poder de influenciar alguém a amar alguém, além de ser um espírito ruim, ele faria coisas mais lucrativas para ele do que servir aquela velha gorda e solteira que vende amarração, e se alguém vivo tivesse poder pra influenciar alguém a fazer o que elas querem....Bom, olha pra vida das pessoas que vendem amarração, elas não estariam nessa condição não é?

sábado, 8 de outubro de 2016

Testes Dos Chacras Funcionam?

Faz uns anos que comecei a escutar falar sobre Testes de Chakras na internet, eles basicamente são uma série de perguntas que podem ser respondidas com notas de 1 até 5 ou de  "Sim" e "Não" e após o fim do teste determinam se seu chakra está "aberto" ou "fechado" ou passa uma porcentagem do tanto que o chakra é "aberto". Acabei ficando assustado com a quantidade de pessoas que levam esse tipo de a sério e até ocultistas que eu considerava entendidos, por causa disso resolvi fazer esse texto falando alguns dos motivos que ajudam esse desse tipo de teste nem mesmo chegar próximo de um resultado real.



Um dos principais pontos que os testes de chakras pecam é fazer perguntas que são relacionadas na maior parte do tempo ao emocional, muitos espiritualistas geralmente vêem os chacras como apenas ferramentas para iluminação, porém, esses fluxos de energia são intimamente ligados ao corpo e logo com a nossa saúde, por exemplo, quem tiver problemas digestivos, normalmente seu chacra da mesma região vai refletir isso de alguma maneira. Outra coisa que é esquecida nos testes e que não se leva em conta é que o estado dos chacras podem mudar em pouco tempo, se você briga com alguém, isso pode refletir energeticamente em você por horas, dias ou até meses. O mesmo ocorre caso você for passar um fim de semana no campo junto da natureza, isso vai refletir também. Você comeu um grande prato de feijoada? Isso vai refletir temporariamente nos seus chacras, isso tudo de formas infinitamente variadas de acordo com a pessoa, você trabalha em um hospital ou em um matadouro? Isso tudo vai refletir nos seus chakras!

Por isso tudo é engraçado quando alguém tenta definir o estado de um chakra com perguntas como:

"Você se comunica bem? Defina de 1 até 5"

Mas e se você se comunica bem e está com dor de garganta, ou simplesmente não se comunica bem e acha que não? Isso tudo afeta os resultados.

Embora alguns dos testes não prometam nenhum resultado "exato", podemos ir mais longe e dizer que não vão passar um resultado nem próximo da realidade, além de todas as variáveis que não são levadas em conta, ninguém garante que a pessoa se conhece bem a ponto pontuar corretamente.

Então fica a dica, se é simples demais ou fácil, é sempre bom desconfiar.