Cabeçalho 2

domingo, 5 de junho de 2011

Nina Kulagina

Nina Kulagina Movendo Uma Colher
Muita gente duvida que exista a paranormalidade e outros efeitos como movimentar objetos com o poder da mente (telecinese).

Em qualquer discussão sobre esse assunto pessoas mal informadas falam com a boca cheia "A ciência comprova que isso não existe", mas dizer isso é um simples caso de falta de pesquisa, a ciência comprova sim que existam efeitos paranormais, o único problema é que ela não consegue dizer exatamente como se dão tais efeitos.

Uma das figuras que servem de prova para que esses efeitos são possíveis foi a paranormal Nina Kulagina em russo Ninel Sergeyevna Kulagina.

Nina Kulagina foi uma simples dona de casa que descobriu aos 33 anos que possuía habilidades paranormais, entre elas principalmente a telecinese.
Se você já leu alguma teoria da conspiração de que soldados russos tem habilidades de telesinese ou telepatia saiba que boa parte desses boatos começaram devido a essa mulher.

Sua "fama" começou devido a vídeos seus mostrados em uma conferência internacional de parapsicologia, os vídeos mostravam ela movimentando objetos, alguns dentro de potes de plástico.

Depois disso ela aceitou passar por testes, entre eles testes de raio X, para ver se ela não possui ímãs implantados nas mãos ou algum estilhaço de material magnetizado em seu corpo, todos os testes deram negativo, embora a teoria dos céticos em relação a ímãs fosse descartada pelo fato dela movimentar objetos não magnéticos, ouro e plástico por exemplo.

Os testes não pararam por ai, diversos cientistas e céticos examinaram Nina que sempre fazia o que eles pediam, cada vez mais provando que não era uma farsa.
Ela passou por diversas experiências na presença de cientistas, médicos e outros especialistas.

Em boa parte das experiências Nina movia objetos a distancia, também possuía clarividência, capacidade ver objetos além da capacidade de visão, dizem até que em um teste conseguiu causar uma parada cardíaca em um sapo.

Foi percebido que após os testes Nina ficava muito cansada, seu batimento cardíaco subia para uma média de 240 batimentos por minuto, os testes também causavam um desgaste muito grande nela, o que foi provado pela sua perda de peso.

Ela passou por cerca de 50 cientistas, por algum tempo o governo permitiu que não soviéticos também fizessem testes e 2 ganhadores do prêmio nobel participaram deles.
Ninguém nunca conseguiu provar que ela era uma farsante e também aparentemente ninguém descobriu como se davam os efeitos, apenas que um grande campo de energia existia entre suas mãos e cabeça.

Ela foi acusada por trapaça por uma revista, mas Nina entrou com uma ação judicial e com a ajuda de pessoas influentes conseguiu vencer, já que a revista não tinha nenhuma prova de que ela era uma farsante, e a revista teve que escrever uma retratação.

Em 1990 Nina morreu de ataque cardíaco, alguns dizem que devido ao esforço que ela fez por todos aqueles anos.

Depois de uma rápida visita ao site de James Randi, famoso por desmascarar paranormais farsantes, apenas encontramos 8 linhas que dizem que ela usava cordas de nylon invisíveis e adivinhava os objetos devido a truque, nada que possa ser provado.
Outra teoria é que ela era apenas um modo de assustar os outros países, já que era um período de guerra.
Embora muitos céticos digam que ela foi uma farsa vale lembrar, ela fez testes por mais de 20 anos, na maior parte do tempo na mão de céticos!

Vale lembrar novamente, NINGUÉM conseguiu provar que ela era uma farsa!

Embora não pareça o assunto isso tudo tem muita relação com ocultismo, já que esse fenômeno é buscado por diversos ocultistas que estudam a telecinese "Poder da Mente".

Para finalizar, não estou pedindo para ninguém acreditar, só achei que seria algo interessante para ser mostrado, já que o potencial máximo da mente é algo buscado por quando parte dos ocultistas e essa mulher estaria entre os casos mais confiáveis. 

Se alguém se interessar existem diversos vídeos no YouTube sobre ela!

Bem, isso é um pouco sobre Nina Kulagina, acredito que vale a pena ser lembrada por que aceitou em demonstrar de bom grado e mostrar que a capacidade do ser humano ainda não é usada no seu limite.

4 comentários:

  1. Basta dizer que nós todos, cientistas e céticos, ainda procuramos nossa propria origem... imagine todo o resto. uma pergunta que até hoje ciencia nenhuma respondeu, nem com uma teoria: quem (ou o Que) criou o univeerso ? e para que? etc etc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ciência tem várias teorias sobre a cosmogonia, caso você não saiba, uma em especial é bem conhecida, a do big-bang. Não fale do que você não sabe. Agora, responder é mais difícil, as provas de como o universo se originou são muito difíceis, mas talvez um dia a humanidade consiga desvendar isso por completo

      Excluir
  2. James Randi não é um cético, é um crente. Excelente post, quando as dúvidas batem a nossa porta, é bom estudar pessoas como a Nina, para vermos que iludido é quem duvida de tudo apenas para não aceitar que o mundo não da forma perfeitinha e arrumadinha que se imagina.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigado por fazer seu comentário!
Saiba que todos os comentários são responsabilidade e opinião dos seus autores e não do site.
Por favor evite ao máximo colocar links de outros sites a não ser que seja necessário, também não faça propagandas do seu site ou blog aqui.